Sal na saúde pública

O consumo excessivo de sal é uma preocupação crescente para a saúde pública pois tem um sério impacto na saúde, como aumento da pressão arterial e aumento da mortalidade e morbilidade por doenças crónicas não transmissíveis como a doença cardiovascular. A redução do consumo de sal na população foi identificada como uma das cinco principais intervenções prioritárias para prevenir as doenças crónicas não transmissíveis. O objetivo estabelecido é reduzir o consumo mundial de sal para menos de 5g por dia por pessoa até 2025.

Projeto

A maior parte do sal consumido vem do sal adicionado durante o processamento industrial dos produtos alimentares e durante o processo de confeção culinária. Atualmente, não existe no mercado nenhum equipamento que permita dosear as quantidades de sal que se utilizam para confecionar refeições, sendo normalmente utilizados saleiros que apenas armazenam ou trituram o sal.

Estas limitações motivaram o desenvolvimento deste projeto de investigação que visa desenvolver e demonstrar, em ambiente real, a aplicação de um instrumento portátil e de fácil utilização que fornece diferentes quantidades de sal recomendadas para a confeção de refeições para adultos e crianças. Este instrumento inovador, que será desenvolvido em escala para aplicação doméstica e comercial, será testado em famílias e cantinas portuguesas para avaliação do impacto na monitorização e no consumo de sal.

Objetivos

O instrumento terá aplicação nacional e internacional, e seu uso potencial pode modificar comportamentos alimentares, tornando a culinária mais saudável em casa e na indústria alimentar, ajudando assim as políticas alimentares para reduzir o consumo de sal. Assim, as principais atividades do projeto serão:
Desenvolvimento de dispositivo portátil, simples, preciso e fiável para a monitorização e controlo da utilização de sal durante o momento de confeção culinária.
Testar a utilização do dispositivo portátil em famílias portuguesas através de um estudo clínico com intervenção.
Estudo Piloto
Realizar estudo piloto com intervenção em cantinas escolares para controlo do sal utilizado na confeção culinária com o dispositivo portátil.

Instituições

Promotoras

Image
Image

Parceiros

Image
Image
Image

Financiador

Image

Equipa

Investigador Principal

Co-Investigador responsável

Investigador

Investigador

Investigador

Investigador

Investigador

Investigador

Técnico doutorado

Técnico mestre

Cronograma do projeto

O projeto teve início em julho de 2018 e terá a duração de 36 meses. Acompanhe o nosso projeto e os seus principais marcos de desenvolvimento:
  • Início do estudo iMC Salt

    Setembro 2018
  • Desenvolvimento protótipos Salt Control

    Outubro 2018
  • Início do estudo de intervenção com protótipo Salt Control H (famílias)

    Junho 2019
  • Início do estudo de intervenção com protótipo Salt Control C (restauração)

    Março 2020
  • Disseminação dos resultados

    Maio 2021
  • Fim do estudo iMC Salt

    Junho 2021

Últimas notícias

1ª Reunião

Realizou-se no dia 6 de julho de 2018 a reunião de arranque do projeto iMC SALT. Mais novidades

Publicações

Brevemente
Contactos

Subscreva a nossa newsletter!